Aos dez anos de idade João Wesley assumiu um compromisso sério com Deus: “evitar o mal, participar dos trabalhos da Igreja, orar e ler a Bíblia freqüentemente.”

            Se observarmos a longa distância que nos separa dele, tanto de tempo quanto de espaço, nos assustaremos com a atualidade da decisão de Wesley, pois, todos nós precisamos de uma revisão de vida que nos leve a um compromisso sério com Deus.

            No entanto, o que mais impressiona na vida dessa criança é a sua perseverança em servir a Deus. Ele viveu 87 anos e suas últimas palavras foram: “O melhor de tudo é que Deus está conosco”, e, numa tentativa de recitar um Salmo: “Eu louvarei! Eu louvarei!”.

            Dos 87 anos de vida, 50 foram gastos, exclusivamente, no serviço cristão, sob a dura tarefa de pregar e ensinar, errar e corrigir, pecar e suplicar sinceramente o perdão divino. 

            Voltando da Geórgia, onde fora com uma missão bem específica de anunciar Cristo aos indígenas para conversão, fez um balanço de sua vida e chegou a seguinte conclusão: “aquele que foi para a América para converter outros, ele mesmo nunca se convertera a Deus.”

            Falta um pouco disso em nossos dias. Pessoas capazes de refletir sobre a própria vida espiritual e se acertar com Deus intimamente.

            O exame de consciência durou alguns meses, quando, em uma reunião simples, ao ouvir a palavra revelada quebrantou-se por completo diante de Deus e, não achando palavras para expressar tamanha experiência, exclamou: “Sinto o meu coração estranhamente aquecido.” 

            Experiência com Deus acontece na vida de pessoas que decidem mudar a partir de um compromisso sério com Ele. Façamos isso!

Pr. Levi Silvestre.


compartilhe


Deixar uma Resposta