(Ex 32:1-8)

            Vemos muitas campanhas de 40 dias. “Quarenta dias para mudar a sua vida”; “quarenta dias para mudar a sua célula”; “uma vida com propósito”. Em Êxodo, vemos “Quarenta dias para abandonar a sua fé” – Moisés entra na nuvem escura em que Deus está (Ex 19:9; Ex 20:21; Ex 24:18) e fica lá quarenta dias. O povo achando demorada a estadia de Moisés no cume do monte, pede a Arão para fazer-lhes deuses que fossem adiante deles. Arão faz o bezerro de ouro.

            Apesar de todas as maravilhas que Deus havia feito diante deles, o povo não foi capaz de retribuir a Deus com fidelidade. Em seis semanas já estavam buscando um outro caminho. Já estavam querendo praticar uma religião semelhante a que tinham vivenciado no Egito, de deuses visíveis, não importando se eram reais ou não.

            Quarenta dias para perder a fé é uma desconstrução muito comum quando precisamos de objetos visíveis para depositarmos a nossa Fé.

            Moisés entra na nuvem escura porque tinha certeza que Deus estava lá. A visão, talvez, não fosse bonita, mas ele segue e obedece a voz de Deus. “do meio da nuvem chamou o Senhor a Moisés”. Ex 24:16c.

            Deuses que vemos ou criamos não devem ser seguidos. Quais Deuses estamos acostumados a seguir? Os deuses da cultura (o Bezerro era um deus cananeu), um deus facilmente manipulável, ou o Deus que desceu do céu e nos chama pelo nome? Pois este é o verdadeiro Deus, a Ele devemos seguir.

            “E Moisés, entrando pelo meio da nuvem, subiu ao monte; e lá permaneceu quarenta dias e quarenta noites. ” Êxodo 24:18.

            Oremos pedindo a Deus que nos permita ouvir o Seu chamado e que ao ouvi-lo tenhamos fé para segui-lo.

Rev. Sergio N. dos Santos
Seu pastor


compartilhe


Deixar uma Resposta